sexta-feira, 24 de julho de 2009

Quando uma estrela morre...

Amanhã faz um mês da morte de Michael Jackson...
Passei todos esses dias pensando nas palavras certas para escrever algo aqui sobre o acontecido!
...
Mas não tem muita graça falar de morte. Então resolvi falar de vida!

Enquanto Michael viveu, foi apedrejado, humilhado, mal interpretado, caluniado... Mas quando morreu todas as suas qualidades vieram à tona. As pessoas que ele ajudou, as escolhas que ele fez, a criação de seus filhos...
Em vida Michael foi o maior artista de todos os tempos, um cantor, compositor e dançarino incomparável... Mas por muito tempo ninguém falou disso. Por anos se esqueceu o artista e se falou do ser humano... Que como qualquer um de nós tinhas seus defeitos, seus conflitos, seus medos, seus segredos! Mas por outro lado era o que muitos de nós não somos: GENEROSO!
Alguém que se preocupava com as pessoas e com o mundo!
Deixou-se o artista de lado e cada um se tornou juiz e julgou a vida do menino que não queria crescer... Do homem que queria ser Peter Pan!
E quem de nós não sonhou em ser outra pessoa ou um personagem? O que faz de nós capazes de apontar os defeitos alheios?

Mas agora ele se foi, se foi sem saber que o mundo ainda o amava... Se foi e não pôde ver as lindas homenagens que lhe foram dedicadas!

Mas agora ele está em paz!

2 comentários:

Janaínna disse...

Adorei o que escreveu, emocionante...

Ramany disse...

Aiiiii liiiiiinda, ameeiii.
O garoto que não quis crescer, falo isso a todos e ngm entendee.
Amo, msmo, belas palavras pra descrever um ser incrivel.Ameei